terça-feira, 19 de novembro de 2013

uma extranha história

MA HISTÓRIA ESTRANHA AONDE ENVOLVE UM ASSASSINATO E DÍVIDA

Na cidade paulista de Cedral, numa festa de casamento, recentemente um casal de paranaense e que moravam em Doutor Camargo - Pr; foram protagonistas de uma história policial, aonde envolve assassinato, brigas e roubo. 

Pelo que foi possível apurar, o bombeiro aposentado Dirceu Kawaka, 58 anos, fora assassinado na noite do dia 30 de outubro desse ano e no primeiro momento, o delegado de policia tinha a intenção de dar o caso por encerrado e acusar a viúva. 

Mas no desenrolar da história e com a entrada no caso de um advogado criminalista, parece que vai ser possível dar um outro rumo e descobrir o verdadeiro culpado do assassinato do bombeiro, segundo informações a juíza determinou que todos que estavam na festa naquela noite, fosse ouvida para concluir o inquérito, pois a preocupação da magistrada é trazer a verdade a tona e não condenar uma pessoa inocente e sem provas.

A viúva, Maria Regina Marcusso, 46 anos, que no primeiro momento foi apontada como a principal suspeita pela justiça e que foi induzida ao erro, pelo genro da vitima, o marido de Rebeca da Silva Kawaca Mussi, 29 anos, filha de Dirceu que deve ser o principal suspeito, se a justiça paulista resolver ouvir o que tem a dizer os familiares de Maria Regina Marcusso que reside em Doutor Camargo, no estado do Paraná.

No quarto aonde Dirceu Kawaca dormia com Maria Regina Marcusso, também dormiram o Rebeca da Silva Kawaca Mussi e seu marido e mais dois menores e ninguém ouviu brigas, mas o casal estavam todos marcados por hematomas. Como é possível, acontecer uma briga, com 4 pessoas no mesmo ambiente e ninguém ver o ocorrido? 

Com os familiares que reside em Doutor Camargo, foi possível descobrir que o casal tinha uma vida tranqüila e cheia de harmonia e não de brigas e de ciúmes, conforme o relato que foi passada para a impressa paulista que deixou transparecer que teve uma briga entre o casal por motivos de torpes e volto a afirmar que no quarto aonde o casal repousava estavam no mesmo ambiente, a filha, genro e dois netos.

Conversando com algumas pessoas ligadas ao casal, foi possível descobrir que o genro tinha uma divida grande com Dirceu Kawaca e que a quitação desses débitos iriam deixar o casal numa posição confortável e que ja era plano da vitíma comprar um carro zero km e terminar de construir uma casa em que Maria Regina Marcusso estava construindo na cidade aonde residiam.

Após o sepultamento,no dia seguinte, apareceram as pressas em Doutor Camargo, a filha e o genro de Dirceu, com a desculpa de que estavam ali para pegar os pertences do pai. Uma pergunta que não responderam, porque vieram atrás dos pertences de uma pessoa que faleceu deixando somente suas roupas e documentos? 

Segundo uma testemunha, o genro correu para as gavetas aonde tinham os documentos e com certeza, seria aonde estariam guardadas os comprovantes dos débitos que tinha que quitar com o sogro que fora vitimado na festa de casamento de seu irmão na cidade de Cedral-São Paulo, acredito que a investigação da policia tem que ser por ai. 

Preocupados com a situação de Maria Regina Marcusso, um grupo de pessoas estão se organizado para irem a cidade aonde aconteceu o crime para contar a sua versão dos fatos, para que a justiça tome conhecimento do que aconteceu em Doutor Camargo, com a visita da filha de Dirceu Kawaca e do genro para resgatar os pertences e entre eles as promissória em que teria que quitar, caso não teria ávido o assassinado naquela noite do dia 30 de outubro. fonte Julio Take

Nenhum comentário: