terça-feira, 10 de outubro de 2017

bem lacônica


A Prefeitura comunica que por meio de denúncia, a Guarda Municipal estava há algum tempo investigando o caso e conseguiu obter sucesso, encontrando o local onde estavam armazenados cerca de 695 hidrômetros. O material foi apreendido e a Polícia Civil dará sequência nas investigações. Após os resultados, a Autarquia de Águas vai abrir uma sindicância para apurar possíveis irregularidades.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA DE SARANDI

novo pedido

Segundo o empresário mais conhecido como Zinho   que tem garagem de carros, protocolou ontem mais uma denuncia contra o prefeito Walter Volpato e espera que a colenda Câmara aceite e abra a Comissão Processante.Essas coisas acontecem quando o politico faz promessa e acaba por uma razão ou outra não cumprindo, pode ser esse caso. Por outro lado, dizem que existe uma briga grande entre o prefeito e seu vice , Zé da Gráfica,Volpato eliminou todos os que eram ligados a seu vice, demonstrando que é um executivo que invés de conversar toma medidas ortodoxas. E vem mais bronca  por aí.

já está sendo assim


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Fenaj e Sindicato dos Jornalistas repudiam agressão


Cassação 2

Um pedido de CPI também esta para ser discutido  pela Câmara de Sarandi , para investigar e  tentar cassar o mandato do prefeito Walter Volpato (PSDB) O primeiro pedido foi negado por sete vereadores, vamos ver esse que vai dar. Com uma equipe  que não está agradando muito a população, Volpato sofre a cada dia mais rejeição em sua carreira. Ontem por exemplo, várias pessoas reclamaram  a execução de veneno no UBS do Bela Vista, que levou algumas  a serem internadas no UPA e no Hospital Santa Rita .O prefeito pode não ter culpa, mas como chefe do executivo a rejeição acaba caindo exatamente nele

Cassação 1

Foi aprovada  uma CPI na Câmara Municipal de Maringá, visando investigar e cassar o mandato do  Homero Marchese  vereador mais votado e eleito pelo Partido Verde. Ocorre, quem fez o pedido foi o próprio partido que tem como o vice prefeito Edson Scabora. Complicadíssimo  essa situação. O pedido do PV pode  ser anulado,porque o próprio acusado , como membro , não se fazia presente. Se Homero que é advogado e professor na área do direito  conseguir sair dessa enrascada, deverá sair por cima em Maringá. Ele começou  sua carreira encarando alguns jornalistas e blogueiros deixando mágoa  nessa classe, até por  aqueles que não foram criticados.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

JUSTIÇA DETERMINA ARQUIVAMENTO DE AÇÃO MOVIDA POR PREFEITO CONTRA RAPPER SARANDIENSE A

A Juíza de Direito do Juizado Especial Criminal de Sarandi, Ana Izabel Antunes M. Ramos, atendendo o pedido da Promotora de Justiça Daniele Cristina A. Mogone, determinou o arquivamento do termo circunstanciado no qual o prefeito de Sarandi Walter Volpato denunciava o rapper sarandiense MC Cleiton, pela suposta prática dos crimes de “ameaça” e incitação ao crime”. O prefeito baseou sua denúncia na música “A Bomba”, de autoria do rapper.
A promotora ao promover o arquivamento assim se manifestou:
No presente caso, de forma alguma se consegue vislumbrar que o noticiado tenha se manifestado seriamente em “matar o prefeito”, de modo a ameaça-lo ou a incitar a que outros efetivamente o fizessem. Ainda, o meio pelo qual realizaram-se todos os atos, qual seja, um videoclipe de música rap, afasta ainda mais essa possibilidade, evidenciando tratar-se tão somente de livre manifestação do pensamento e expressão artística”.
E prosseguiu citando trecho de uma obra sobre o tema:
“O rap é, por si só, um estilo musical que retrata a realidade de comunidade periféricas, tendo comumente as letras temáticas como violência urbana, desigualdade social e criminalidade, ou seja, aspectos que fazem parte da vida cotidiana dessa população”
Ao determinar o arquivamento a Meritíssima Juíza se manifestou:
“Por fim, como concluiu a ilustre representante do Ministério Público “não se deve admitir a indevida utilização da Justiça Criminal como forma de limitar a liberdade de expressão, silenciar ideias e reprimir a livre manifestação do pensamento, sob o risco de constituir verdadeira censura”.